Buscar
  • Pr Marcio Pereira

Como se comportar diante destes sinais


“No monte das Oliveiras, achava-se Jesus assentado, quando se aproximaram dele os discípulos, em particular, e lhe pediram:


Dize-nos quando sucederão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e da consumação do século.” (Mateus 24:3)


A pergunta curiosa dos discípulos, alguns fazem hoje também. Será este o momento final? Qual será o sinal da tua vinda? Vamos então estudar a resposta que Jesus deu aos discípulos no contexto escrito por Lucas.


1.A RESPOSTA DE JESUS: “Perguntaram-lhe: Mestre, quando sucederá isto? E que sinal haverá de quando estas coisas estiverem para se cumprir? Respondeu ele: Vede que não sejais enganados; porque muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu! E também: Chegou a hora! Não os sigais. Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não vos assusteis; pois é necessário que primeiro aconteçam estas coisas, mas o fim não será logo. 10 Então, lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino, contra reino; haverá grandes terremotos, epidemias e fome em vários lugares, coisas espantosas e também grandes sinais do céu. Antes, porém, de todas estas coisas, lançarão mão de vós e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e aos cárceres, levando-vos à presença de reis e governadores, por causa do meu nome; e isto vos acontecerá para que deis testemunho.” (Lucas 21:7-13)


Ao concluir a resposta Jesus dá uma orientação de como os discípulos deveriam se comportar quando estivessem vivendo estes sinais. Creio que estas orientações servem para nós hoje também. Esta pergunta e resposta de Jesus foi registrada nos evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas, então, vamos aprender com cada um dos princípios deixados.


2.RESPOSTA DE JESUS NO EVANGELHO DE LUCAS: “É na vossa perseverança que ganhareis a vossa alma.” (Lucas 21:19) Em episódios que vemos os sinais devemos perseverar para ganhar a alma. Aqui não é ganhar a alma para ser salvo, mas ganhar a alma para não ser controla por ela. Lembremos que a alma possui 3 funções: mente, emoção e vontade. Diante do contexto dos sinais o sentimento de medo, preocupação e ansiedade vem, então, devemos perseverar, isto é, não desistir do chamado, não desistir do que acredita, não ser levado pelas emoções e ser tentado a desistir. Fica aqui o princípio da maturidade emocional. Embora há um sentimento, continuemos a crer, pois o justo vive pela fé e não pelo que senti.


O apostolo Paulo registrou que nos últimos dias muitos apostatarão da fé. (1 Tm4:1) Apostatar significa deixa de acredita como no início. Isto segundo o apostolo aconteceria porque muitos seguiriam espíritos enganadores. Estes espíritos são malignos e se aproveitam de brechas, quantas pessoas há magoadas e frustradas com a liderança e por esta razão desistem de servir na igreja local, desistem do chamado.


3. RESPOSTA DE JESUS NO EVANGELHO DE MATEUS: “Por isso, ficai também vós apercebidos; porque, à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá.” (Mt 24:44) Em episódios que vemos os sinais devemos cuidar de nossa fé e vida devocional, pois é na hora em que não cuidamos que ele voltará. Este é o momento propício para você intensificar sua vide devocional, pois antes a alegação era de falta de tempo. E agora? Há tempo suficiente, pois estamos em quarentena no lar. Aproveita esta oportunidade para cultivar um altar de louvor e adoração na sua casa.


4. RESPOSTA DE JESUS NO EVANGELHOS DE MARCOS: “O que, porém, vos digo, digo a todos: vigiai!” (Mc 13:37) A palavra vigiar no original grego é Gregoreuo – que significa tomar cuidado para que por causa de negligência e indolências (indiferença), nenhuma calamidade destrutiva repentinamente surpreenda alguém. Em episódios como este que vivemos nossa fé não pode ser surpreendida. Em, 1948, C.S. Lewis tentava responder a uma pergunta que também temos feito: Como, então, devemos viver?. E ele mesmo respondeu: “[...] como você já vive em uma era de câncer, de sífilis, de paralisia, uma era de ataques aéreos, de acidentes ferroviários, acidentes automobilísticos [...] quando a bomba chegar, que ela nos encontre orando, trabalhando, ensinando, lendo, ouvindo música. Ela pode quebrar os nossos corpos, mas não precisa dominar nossas mentes.”


Concluo este estudo com algumas dicas práticas do que você pode fazer neste período de quarentena em casa:


a) Invista na comunhão com Deus – antes não tinha tempo por conta da correria, agora o que não falta é tempo. Quer um conselho? Se preocupar com o vírus não vai trazer a cura, se encher de Deus vai te trazer Paz e Segurança;

b) Invista tempo com sua família – essa é uma grande oportunidade de brincarmos com nossos filhos e celebrarmos as coisas mais simples da vida, colocar o papo em dia com seu cônjuge, orar e sonhar novos projetos e planos para o futuro.

c) Cuide de sua vida financeira – muito importante nesta hora de crise é organizar sua vida financeira, não faça novas dividas, renegocie suas dívidas com os bancos, guarde o máximo que puder pelos próximos meses. Mas não negocie a sua fidelidade dos dízimos e ofertas para Deus, confie no Senhor.

d) Leia, faça um curso on-line, cresça em conhecimento – aproveite para ler um bom livro, fazer um curso on-line, crescer e enriquecer de conhecimento, isso vai manter sua mente saudável e equilibrada.

e) Organize a bagunça – arrume alguma coisa na sua casa que a muito tempo você gostaria, mas não conseguia por falta de tempo, todo mundo tem um armário, um escritório, alguma coisa em casa para organizar, seu cônjuge vai adorar.


PERGUNTAS PARA COMPARTILHAR:

  • O que você tem feito neste período de quarentena?

  • Dos conselhos dados por Jesus e das dicas práticas, qual delas mais te chamou a atenção para você praticar?

18 visualizações

WhatsApp: (11) 97240-1149

Cultos aos domingos às 18h30

Local: Rua Serra de São Domingos, 1015, Itaquera, São Paulo - SP

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

©2023 by Ibav Itaquera design