PORQUE FAZEMOS

O QUE FAZEMOS

porque fazemos?

nós cremos que cada crente é um ministro

“O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.” (Tito 2:14)

"Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;" (1 Pedro 2:9)

Cremos que todos os filhos de Deus são ministros. O sacerdócio universal dos crentes foi restaurado desde a reforma protestante, com Lutero. Homens de Deus morreram por essa verdade e pela prática dela. Mas ainda hoje, o vírus do clericalismo mantém pessoas anestesiadas e improdutivas no corpo de Cristo. Queremos apresentar algumas razões para você fugir do clericalismo.

Nós como ministros não esperamos que pessoas venham ao prédio, mas nós vamos aonde elas estão. A vontade do Senhor é o “Ide”, mas por muito tempo temos vivido o “Vinde”. Discípulos levam a igreja consigo aonde vão. Membros de igreja não podem alcançar muito para Deus; discípulos, porém, conquistam nações.

NÓS CREMOS QUE CADA CASA É UMA EXTENSÃO DA IGREJA

Em primeiro lugar, o prédio onde nos reunimos não é sagrado. Sagrados são nosso corpo e nossa vida, pois nos foram dados por Deus para a Sua habitação e glória. Nós é que somos o santuário de Deus. Toda essa visão templista é contrária à Palavra de Deus e deve ser rejeitada.

"Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?" 1Co 3.16

Em segundo, nossa casa é uma extensão da igreja, que acontece em todo lugar: nas ruas, nos colégios, nos supermercados, nos shoppings e, acima de tudo, nas casas. O Senhor Jesus disse que onde houvesse dois ou três reunidos em seu nome, ali ele estaria. Portanto, a igreja acontece no momento em que nos reunimos em nome do Senhor. O ambiente que experimentamos quando nos reunimos no prédio deve ser vivido em nossos lares, trabalho, escola, etc.

COMO FAZEMOS?

 
ATRAVÉS DAS CÉLULAS E RELACIONAMENTOS SAUDÁVEIS 

Células são os pequenos grupos que se reúnem semanalmente. Mas a experiência da célula não é apenas de uma reunião como se fosse um culto ou uma reunião dinâmica, a célula é o espaço criado na dinâmica da igreja para fortalecer os vínculos de irmãos, aperfeiçoamento e encorajamento mútuo.  Célula são pequenos grupos, constituído de 5 a 15 pessoas que se reúne semanalmente para o evangelismo, encorajamento, e inspiração de todos com o objetivo da multiplicação de discípulos.

Nossa personalidade é formada pelo nosso relacionamento com nossos pais e irmãos. O mesmo acontece na vida espiritual, isto é, nós crescemos quando nos relacionamos com pais e irmãos espirituais. O discipulado nada mais é que uma relação de paternidade espiritual.

Todos nós precisamos de um pai espiritual a quem possamos imitar, mas também de um irmão que possa caminhar conosco. Todavia, o crescimento só se completará quando tivermos um filho espiritual, ou seja, um discípulo.

O discipulado é um tipo de relacionamento que nos ajuda a crescer. Nele, eu me coloco debaixo da autoridade de alguém. Biblicamente, todos nós precisamos manter um relacionamento desse tipo, no mínimo, com três pessoas, conforme o exemplo de Timóteo, Paulo e Barnabé. Todos nós precisamos de um Paulo, de um Timóteo e de um Barnabé em nossa vida. 

Timóteo é aquele a quem estamos ensinando, instruindo, inspirando. Com a nossa experiência, ajudamos Timóteo a crescer e desenvolver-se espiritualmente. E não é só meu Timóteo quem cresce; eu também cresço junto com ele, ensinando-o, tirando-lhe as dúvidas, ajudando-o a resolver seus conflitos. Se você ainda não tem um Timóteo, então não está crescendo como poderia. O Timóteo é simplesmente o seu discípulo.

Barnabé é aquele companheiro com quem conversamos de igual para igual, com quem choramos e rimos juntos.

Paulo é aquele que está acima de nós, motivando-nos, inspirando-nos e ajudando-nos a crescer. Paulo é aquele a quem nos submetemos e prestamos conta de nossa vida. Ele é o nosso discipulador. Paulo é alguém a quem damos liberdade para interagir em nossa vida. Ele fala, nós ouvimos; ele exorta, nós nos corrigimos. Ainda que não gostemos de ouvir o que ele nos diz, continuamos ouvindo-o, respeitando-o e honrando-o. Ainda que a correção produza feridas, sabemos que elas serão curadas.

Todos nós precisamos, primeiramente, de um pai espiritual a quem possamos imitar, depois, de um irmão que possa caminhar conosco. Todavia, o crescimento só se completará quando tivermos um filho espiritual. Ter um discípulo é uma condição vital para o crescimento e o consequente fortalecimento da igreja.

O livro de Atos descreve os irmãos como “a comunidade dos discípulos” (At 6.1-2). Isso revela que o que estava no coração dos líderes da igreja não era apenas pregar o Evangelho e salvar pessoas, mas sim, fazer discípulos de Jesus.

Em nossa igreja, a célula é o lugar de formar discípulos. O grande desafio do líder de célula é transformar os membros da célula em discípulos. O nosso desafio como igreja não é apenas a salvação de almas, e sim, a formação de discípulos. 

WhatsApp: (11) 97240-1149

Cultos aos domingos às 18h30

Local: Rua Serra de São Domingos, 1015, Itaquera, São Paulo - SP

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

©2023 by Ibav Itaquera design